quinta-feira, 27 de outubro de 2016



Amigo ou inimigo
         
             Ivone Boechat

Meu melhor amigo sou eu,
meu pior inimigo sou eu também,
quando me coloco rainha no apogeu
ou me rebaixo a ninguém.

Meu melhor amigo sou eu,
meu pior inimigo sou eu também,
quando me perdoo por faltas que convém
ou penso que a esperança já morreu.

Meu melhor amigo sou eu,
meu pior inimigo sou eu também,
quando vivo sinceramente  o que deu
ou me anulo, pra tudo digo amém.

terça-feira, 18 de outubro de 2016


Amanhecer

Ivone Boechat

Levanta a cortina
dos teus olhos,
contempla a maravilha
do teu lindo amanhecer,
a vida é uma criança,
esperta, bonita, inteligente,
passa correndo, é preciso ver...
Acredita, enquanto há tempo:        
não existe dor sem alento
nem tristeza tão longe da alegria,
quando a luz de cada dia,
acende a vida,
iluminando o amanhecer
não vacile, toma posse

da imensa alegria de viver.

Trovas de Ivone Boechat


segunda-feira, 17 de outubro de 2016


Cadeira: 70 
Acadêmica: Ivone Boechat
Patrono: Cecília Meirelles




A mulher da Era pós moderna

                   
                   A mulher da Era pós moderna

                                              Ivone Boechat


A mulher da Era-pós moderna deve aparecer nos editoriais “completamente desnuda de vulgaridade e totalmente vestida de inteligência”. Sua elegância se fará notar pela suavidade dos adereços. Na boca, um precioso implante de palavras que desviem o furor. Cílios nada postiços, capazes de filtrar o excesso de pó que pulverizam na vida das pessoas e uma lente de contato para enxergar as qualidades do próximo. Nos cabelos, condicionadores que amaciem o afago das mãos que se apressem a moderar, acalmar, abrigar.

A mulher deve se preparar para ser modelo. Só pisar nas passarelas da vida, sob as luzes do flash da simpatia! Para manter a forma, uma dieta diferenciada. Evitar os frutos amargos que se colhem nos canteiros do ressentimento, nunca se afogar numa sopa de mágoa, regada a disse me disse, nem pensar em se viciar na overdose da desgraça alheia.

Toda noite, a mulher pós-moderna tem o cuidado de limpar do rosto as teias da decepção daquele dia e espalhar muita alegria em volta dos olhos, da boca, áreas mais afetadas pela desidratação que a tristeza provoca!  A reposição hormonal do amor, da fé, da misericórdia e da compaixão é feita em alta dosagem, porque já se provou cientificamente que o único efeito colateral que provoca é a manifestação de bondade.

A mulher pós-moderna não pode se descuidar de suas mãos. Ela tem nos dedos a aliança de compromisso com a dor alheia.  Na bolsa, uma cartela de pílulas da felicidade e também não podem faltar moedas para facilitar o troco: ofensa se troca pelo perdão. Afinal, ela só anda na última moda, moda e mudança são palavras irmãs. Roupa de marca é roupa que marca a sua presença nas rodas sociais, pela discrição e dignidade.

A mulher pós-moderna não é pesada no self-service cultural, como uma salada de frutas: melão, melancia, morango; ela é louvada e reconhecida no jardim da família pelo nome das flores que ajudou a plantar: mulher margarida, mulher rosa, mulher violeta, mulher hortência, mulher-amor-perfeito.

A mulher pós-moderna é embaixadora da paz. É vigilante pertinaz da preservação da vida!  A plástica de sua beleza interior não perde a validade. Seu corpo espiritual se reabastece nos mananciais da fé.


E todos os teus filhos serão ensinados do SENHOR; e a paz de teus filhos será muito grande.” Is 54:13




quinta-feira, 13 de outubro de 2016



Se você é capaz de

Ivone Boechat


Despojar-se das vaidades passageiras da vida, vestir a túnica da humildade, calçar a sandália do pescador, comer com ele,  identificar-se com as expectativas do povo, a exemplo do que fez o Senhor Jesus e estar disposto a:

             Sensibilizar-se com a dor e as dificuldades do próximo;
               Repartir alegrias, multiplicar o amor;
                  Compreender erros e oferecer soluções;
                     Deixar o rastro das pegadas marcadas pela fé, em qualquer  
                        caminho;
                        Demonstrar serenidade nas atitudes e sabedoria
                           capaz para ser recebido em todas as moradas;
                            Crer no milagre do amor e na ressurreição da esperança;
                               Identificar-se com aqueles que baterem na sua porta no
                                  dia da angústia;
                                    Ser paciente;
                                      Estar sempre pronto a recomeçar:
                                         Cumprir com seus deveres de professor;
                                           Ser honesto nas propostas e propósitos;
                                            
   Então, assuma a mais nobre posição que o ser humano é capaz de alcançar:
                                
                                      Você é educador!

                                                                      Ivone Boechat

quarta-feira, 12 de outubro de 2016

sábado, 8 de outubro de 2016


O que é educar?

 Ivone Boechat

O que é educar?
Extrair do interior da alma
a preciosa essência
que vai se descobrindo
na raiz do amor?
O que é educar?
ensinar, disciplinar, instruir,
aprimorar o bem?
Educar é
esculpir a rocha das vontades,
fazer resplandecer
o homem purificado,
refinado,
ser capaz de ajudar
a construir alguém ?
Educar é síntese
de tudo isto
harmonizado,
dar o visto
no advir,
ser avalista,
ajudar a prosseguir
no caminho do bem.

quinta-feira, 6 de outubro de 2016